Marcado com: Deus

Eu Domador de mim!

Eu, domador de mim!

 domador

   Ele já tinha todas as rugas do tempo, quando o encontrei pela primeira vez. Queixava-se de que tinha muito o que fazer.

   Perguntei-lhe como era possível que em sua solidão, tivesse tanto trabalho…

   __ Tenho que domar dois falcões, treinar duas águias, manter quietos dois coelhos, vigiar uma serpente, carregar um asno e dominar um leão! __ disse ele.

   __ Não vejo nenhum animal perto do local onde vives. Onde eles estão? Ele explicou:

   __ Estes animais, todos os Homens têm!

   Os dois falcões se lançam sobre tudo o que aparece, seja bom ou mau. Tenho que domá-los para que se fixem sobre uma boa presa.

   São os meus OLHOS!

   As duas águias, ferem e destroçam com suas garras. Tenho que treiná-las para que sejam úteis sem ferir.

   São as minhas MÃOS!

  Os dois coelhos querem ir aonde lhes agradem. Fugindo dos demais e esquivando-se das dificuldades…     

   Tenho que ensinar-lhes a ficarem quietos, mesmo que seja penoso, problemático e desagradável.

   São os meus OLHOS!

   O mais difícil é vigiar a serpente. Apesar de estar presa numa jaula de 32 barras, mal se abre a jaula, está sempre pronta para morder e envenenar os que a rodeiam. Se não a vigio de perto, causa danos.

   É a minha LÍNGUA!

  O burro (asno) é muito obstinado, não quer cumprir com suas obrigações. Alega estar cansado e se recusa a transportar a carga de cada dia.

   É o meu CORPO!

   Finalmente, preciso dominar o leão

   Ele sempre quer ser o Rei, o mais importante. É vaidoso e orgulhoso.

   É o meu CORAÇÃO

   (Autor desconhecido-imagem colhida na net)

REFLEXÃO…

Quando aprendemos a dominar todas as FERAS que existem dentro de cada um de nós, nos tornaremos naquilo que o PAI quer que sejamos… “Humildes, Caridosos, que saibamos nos amar, amar o nosso próximo e principalmente amar a Deus sobre todas as coisas”.

BJUSSS tenha um final de semana abençoado!!! Katia Figueiredo

 

Compartilhe este post com seus amigos:
Compartilhar esta página via Facebook Compartilhar esta página via Twitter
Leia Mais

Educar o Olhar

Se você colocar um falcão em um cercado de um metro quadrado, inteiramente aberto em cima, ele se tornará um prisioneiro, apesar de sua habilidade de voo. A razão é que um falcão sempre começa seu voo com uma pequena corrida em terra. Sem espaço para correr, nem mesmo tentará voar e permanecerá preso pelo resto da vida, nessa pequena cadeia sem teto.

     O morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar nivelado. Se for colocado em um piso completamente plano, tudo o que ele conseguirá fazer será andar de forma confusa e dolorosa, procurando alguma ligeira elevação de onde possa se lançar ao voo.

     Um zangão, se cair em um pote de vidro aberto em cima, ficará lá até morrer ou ser removido. Ele não vê a saída no alto, por isso persiste em tentar sair pelos lados, próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até que se destrua completamente de tanto se atirar contra as paredes do vidro.

     Existem pessoas como o Falcão, o Morcego e o Zangão: atiram-se obstinadamente contra os obstáculos, sem perceber que a saída está logo acima.

     Se você está como um zangão, um morcego ou um falcão, cercado(a) de problemas por todos os lados, olhe para cima!
      E lá estará a saída: DEUS…

     Á distância de uma oração!

     Confie nEle!

 Autor desconhecido

Compartilhe este post com seus amigos:
Compartilhar esta página via Facebook Compartilhar esta página via Twitter
Leia Mais